4 tipos de cabelos tipicamente brasileiros e os cuidados com cada um - Blog | Vinotage

4 tipos de cabelos tipicamente brasileiros e os cuidados com cada um

6 minutos para ler

Os diferentes tipos de cabelos tipicamente brasileiros despertam uma série de dúvidas quando o assunto é o cuidado. De fato, são tantos formatos e texturas que se torna natural ter dificuldades na hora de encontrar os produtos mais adequados.

O grande segredo para acertar em cheio nas escolhas está em conhecer quais são as características de cada fio para montar uma rotina alinhada com suas necessidades. Dessa maneira, os resultados podem ser vistos de maneira rápida sem deixar o aspecto saudável de lado.

Ficou interessada? Vamos mostrar 4 tipos de cabelos tipicamente brasileiros e como criar uma rotina adequada. Acompanhe:

1. Cacheados

Existe uma numeração para definir o tipo de cacho do cabelo com exatidão. Entre as brasileiras, a maioria varia entre 3ABC e 4ABC. Esse tipo de classificação mostra o tamanho do cacho e a abertura de seu formato. Assim, muitos cosméticos atuais evidenciam para qual formato são indicados com exatidão. Veja, abaixo, os principais exemplos da tabela:

  • número 2 representa cabelo ondulado;
  • número 3 representa cabelo cacheado;
  • número 4 representa cabelo crespo;
  • letra A representa nível solto de ondulação;
  • letra B representa nível de ondulação mais definida;
  • letra C representa nível de cachos menores e ainda mais definidos.

Dentro desse contexto, cuidar dos cabelos cacheados pode ser uma tarefa muito mais simples se você pesquisar corretamente qual o seu tipo de fio. No entanto, existe um consenso geral entre profissionais da área. Os fios desde ondulados até os cachos mais fechados precisam de hidratação frequente.

O grande diferencial está em usar produtos pensados de maneira específica para as necessidades dos cabelos cacheados. Normalmente, a estrutura da fibra capilar não permite que a oleosidade natural da raiz chegue até as pontas, o que deixa as madeixas mais porosas. Por isso, os produtos de umectação, como manteiga de karité e óleo de coco, devem ser prioridade nos tratamentos.

2. Ondulados

Os cabelos ondulados também são muito comuns entre as brasileiras. Esse tipo de textura que não é lisa nem cacheada costuma deixar as mulheres insatisfeitas por conta da dificuldade de deixá-los alinhados. As ondas da curvatura são em formato de S e podem começar direto da raiz ou ao longo dos fios a partir das pontas.

No entanto, saiba que com uma rotina simples de cuidados é possível deixar as madeixas mais bonitas e hidratadas a longo prazo. O segredo está em estimular a formação das ondas para que elas permaneçam intactas ao longo dia, pois esse tipo de madeixa perde a definição com muita facilidade.

Hidratação adequada

Nesse caso, torna-se necessário evitar o uso de tantos óleos como com os cabelos cacheados. O problema é que a oleosidade da raiz tende a se espalhar de forma mais rápida. Escolher a máscara de hidratação e condicionador corretos se mostra fundamental para manter o aspecto saudável.

O melhor caminho está em optar por produtos que sejam mais leves, indicados para cabelos mistos. Na hora de fazer a aplicação também é indispensável separar as mechas de maneira correta para que as ondas fiquem do tamanho desejado.

As ondas bem fechadas, muito semelhantes aos cachos, devem ser feitas com uma espécie de fitagem. Agora, as mais abertas precisam de hidratação da metade dos fios até as pontas para evitar qualquer tipo de oleosidade. Sem contar que os fios ondulados tendem a sofrer mais agressões quando passam por processos químicos, pois, apesar de mais volumosos algumas vezes, a textura tende a ser fina e frágil.

3. Crespos

Os cabelos crespos exigem uma série de cuidados especiais. Entre as brasileiras, com a grande tendência da transição capilar, a maioria das mulheres voltou a usar os cabelos ao natural sem usar ferramentas de calor ou técnicas de alisamento. O primeiro passo para acertar em cheio nos cuidados é escolher um bom corte para valorizar a textura capilar.

Lavar os cabelos com água fria ou no máximo morna também é um fator que costuma ser muito relevante nos resultados. Isso porque tomar banho muito quente deixa os fios automaticamente mais ressecados e pode até fazer o couro cabeludo descamar. Em relação a hidratação, os óleos naturais e os cremes com substâncias emolientes.

Finalização

O processo de finalização dos cabelos crespos também precisa de alguns detalhes a mais na rotina de cuidados. O sucesso está em deixá-los secar naturalmente depois de aplicar um leave-in próprio para formar cachos ou oferecer mais volume.

Se você preferir, pode carregar um spray umidificador na bolsa para dar uma nova forma aos fios ao longo do dia. Outro ponto que merece ser levado em consideração é aplicar todos os produtos da raiz até as pontas sem encostar no couro cabeludo.

Por mais que o cabelo crespo não fique oleoso rapidamente, deixar resíduo pode provocar queda capilar e ainda prejudica a penetração do tratamento. Assim, evite excesso de produto acima da linha das orelhas e realize o enxague cuidadosamente.

4. Lisos

As madeixas completamente lisas são minoria entre as brasileiras. Mas, não pense que por ter uma textura mais alinhada, você pode deixar os cuidados de lado. O principal problema enfrentado está nas pontas duplas e na tendência de tornar os fios quebradiços quando não existe o cuidado ideal.

Além disso, o temido frizz também costuma ser frequente sem uma rotina frequente de hidratação. Dessa forma, os cuidados devem ir desde o momento de pentear os cabelos até a finalização perfeita para preservar o alinhamento. Dê preferência aos pentes de dentes largos de madeira, já que mechas mais finas tendem a embaraçar com mais facilidade.

Lembre-se também que cabelos lisos tendem a ser mais oleosos, por isso, faça a higienização todos os dias e utilize apenas máscaras indicadas para fios finos e com efeitos anti-frizz. Assim, fica simples evitar o efeito pesado nas madeixas, diminuir a quebra e manter um aspecto de brilho natural.

Pronto! Agora você conhece quais são os principais tipos de cabelo tipicamente brasileiros. O mais importante é apostar em produtos que sejam indicados para as características de suas madeixas e tenham a referência de uma marca renomada no mercado. Em função disso, se torna mais simples preservar o aspecto saudável dos fios com uma rotina minimalista.

Gostou do texto? Então leia também sobre a tendência mundial de apostar na beleza natural

Posts relacionados

Deixe uma resposta