Manter uma vida saudável é uma questão de hábito. Para isso, é importante implementar mudanças simples em atitudes do dia a dia e ter mais consciência das suas ações — mesmo que alterar o comportamento e a rotina pareçam tarefas difíceis. Porém, afinal, como ter uma vida saudável e equilibrada?

Embora não existam regras específicas, é possível criar uma série de bons costumes que ajudam a manter o equilíbrio físico, emocional e mental — esse balanço é essencial para ter mais qualidade de vida, o que não se baseia em apenas evitar doenças, pois vários fatores podem influenciar na saúde.

O relacionamento familiar, o ambiente de trabalho, os momentos de lazer, a alimentação e a prática de atividades físicas precisam estar em harmonia. Pensando nisso, preparamos algumas dicas que podem ajudar você a ter uma vida saudável. Confira!

1. Pratique exercícios físicos

Praticar exercícios físicos é um passo importante para alcançar uma vida saudável. Os benefícios dessa atividade para a saúde somam uma grande lista. Afastar o sedentarismo significa reduzir o estresse, aumentar a energia e a disposição, manter o peso sob controle e evitar diversas doenças, como a hipertensão, as doenças cardiovasculares, a diabetes, entre outras.

Por isso, os exercícios físicos precisam compor o nosso cotidiano. Para começar, opte por uma simples caminhada diária de 40 minutos — capaz de melhorar o humor e afastar as doenças do coração, além de ser uma boa oportunidade para tomar um banho de sol e aumentar a produção de vitamina D.

O interessante é que não é necessário se matricular em uma academia para se exercitar. Levantar pesos em casa, por exemplo, é uma boa opção, pois reduz os níveis de açúcar no sangue e o nível de insulina, melhora o colesterol e reduz os triglicerídeos.

Além disso, a prática de exercícios pode aparecer de diversas formas. Além das caminhadas ou das atividades em casa, há outras opções para quem não curte o dia a dia das academias. Esportes, por exemplo, são sempre uma alternativa mais dinâmica para movimentar o corpo e ter mais saúde!

2. Mantenha uma alimentação equilibrada

O cuidado com a alimentação é um dos pontos fundamentais para ter uma vida mais saudável e equilibrada. Consumir frequentemente alimentos ricos em sódio, açúcar e gorduras saturadas é um estímulo para o desenvolvimento de problemas como derrames, infarto, obesidade, hipertensão, diabetes e até câncer.

Por isso, é fundamental incluir no cardápio alimentos ricos em nutrientes, como legumes, verduras, oleaginosas, frutas e leguminosas. Além disso, é importante não cortar o carboidrato da dieta, pois essa é a principal fonte de energia para o cérebro.

Amêndoas, nozes, castanhas, pistache e avelãs, por exemplo, reduzem o risco de doenças cardíacas por serem ricos em gorduras boas — especialmente o ômega 3. Esse nutriente diminui as taxas de colesterol ruim e evita a formação de placas de gordura nas artérias.

Além disso, mantenha o corpo sempre hidratado. Para isso, é essencial ingerir pelo menos 2 litros de água por dia. Chás, sucos naturais e água de coco podem ajudar a alcançar esse valor, mas a água deve ser a principal fonte.

3. Tenha momentos com a família e os amigos

A convivência com pessoas queridas nos traz benefícios diversos. Certamente, o convívio e o apoio social são essenciais para uma vida feliz e prazerosa, além de ajudar a tratar e evitar doenças como a ansiedade e a depressão.

Como as obrigações diárias reduzem nossas horas livres, é importante programar um tempo para passar com a família e os amigos. Esse período deve ser exclusivamente dedicado a essas pessoas, sem que as preocupações com o trabalho, por exemplo, influenciem no momento.

Aproveite o período para promover conversas, estreitar laços e construir relações mais duradouras. Para isso, faça pequenas reuniões, jantares, viagens ou convide os amigos para irem ao cinema. Lembre-se de que compartilhar experiências promove a construção de boas memórias entre as pessoas.

Uma boa programação e planejamento voltados para o tempo de qualidade com aqueles que você ama é essencial para garantir a qualidade de vida, evitando problemas emocionais e ajudando na prevenção de doenças muito sérias e que podem comprometer consideravelmente o nosso bem-estar. Portanto, vale muito a pena investir nesses cuidados!

4. Descubra um hobby

Ter um hobby é sinal de autoestima e autoconhecimento. Executar uma ação que dá prazer e ajuda a passar o tempo de forma agradável e saudável é importante para estimular a criatividade. Além disso, a atividade pode ainda se tornar uma profissão ou fonte de renda extra.

Existe uma grande diversidade de hobbies que você pode praticar no tempo livre. Para as pessoas mais tímidas e tranquilas há a opção da pintura, fotografia, jogos de cartas, culinária, jardinagem, leitura e yoga.

Os mais desinibidos podem investir em dança, teatro ou canto. Já os mais aventureiros podem se arriscar em trilhas, natação, surfe, escalada, esportes radicais ou até mesmo explorar a natureza. Há, sem dúvidas, opções para os mais diversos gostos e tipos de personalidade.

Independentemente da escolha que for feita, o importante é que o hobby funcione como um passatempo leve e divertido. Afinal, alimentar paixões e distrações que possam ir além do âmbito estritamente profissional é uma excelente forma de estimular a mente e o espírito, deixando-os mais leves e, consequentemente, fazendo com que a vida seja muito mais prazerosa.

5. Leve uma vida mais natural

Ter uma vida mais natural significa aproveitar o que a natureza tem de melhor a nos oferecer. Não há como negar que os medicamentos têm grande importância para a cura e tratamento de diversas doenças. Porém, antes de recorrer às fórmulas químicas, é possível apostar nos chamados remédios naturais.

Para isso, é necessário incluir na alimentação ervas e especiarias, por exemplo, que apresentam propriedades anti-inflamatórias, antissépticas, antioxidantes, diuréticas, entre outras. Boas opções são:

  • boldo;
  • hortelã;
  • cebola;
  • alho;
  • açafrão-da-terra;
  • capim-limão;
  • gengibre;
  • pimenta.

Esses alimentos podem ser combinados em chás ou sopas, que devem ser consumidos especialmente quando os primeiros sintomas da doença surgirem. Além disso, o seu consumo diário promove benefícios a longo prazo.

Outra vantagem desse tipo de estratégia, além de reduzir os impactos de substâncias químicas em nosso organismo, é voltar o nosso pensamento para um estilo de vida mais sustentável e com menos interferência da indústria. Falaremos melhor sobre esse ponto a seguir.

6. Reduza o consumo de produtos industrializados

A falta de tempo faz com que os produtos industrializados sejam uma opção prática e rápida para o dia a dia. Assim, alimentos enlatados, embutidos, sucos artificiais, biscoitos, refrigerantes, bolos e pães de maneira geral tornam-se parte da rotina por passarem uma imagem de alimentação fácil.

Porém, essas opções são ricas em sódio, açúcar, glutamato monossódico, conservantes e corantes, que prejudicam a saúde e podem causar diversas doenças — especialmente a longo prazo.

Outro problema é que essas substâncias podem viciar o paladar. Dessa forma, os indivíduos desenvolvem dificuldades em experimentar e se acostumar com sabores novos e com alimentos mais saudáveis. Por isso, o ideal é que você tenha um dia reservado para cozinhar e preparar os lanches da semana.

Por fim, como mencionado anteriormente, o consumo excessivo de industrializados é algo que traz impactos negativos também para o meio ambiente, seja por meio de seu processo de produção ou pelas embalagens, que contribuem para o aumento de lixo nos ecossistemas. Por isso, evitá-los também é uma ótima forma de cuidar de nosso planeta!

7. Capriche no cuidado pessoal

Outra maneira importante de ter uma vida mais saudável é caprichar nos cuidados pessoais. Embora nós sejamos muito mais do que aparências, é inegável que um exterior bem cuidado reflete também em uma alma mais tranquila.

Por isso, cuide bem de suas unhas, cabelos e de sua pele. Isso, é claro, não significa utilizar inúmeros produtos, maquiagens ou esmaltes. Porém, cuidar dessas estruturas, que têm uma ligação forte com nosso organismo (a pele, por exemplo, é o nosso maior órgão e interfere diretamente em nossa saúde) é fundamental.

A principal dica é investir em poucos produtos, mas que sejam realmente de boa qualidade. Prefira aqueles com uma pegada mais natural, que utilizem elementos da natureza em sua composição e que, portanto, sejam muito mais eficientes para os nossos tratamentos diários.

Shampoos, hidratantes, condicionadores e até mesmo loções de limpeza podem ser fabricados com insumos naturais, evidenciando aquilo que a natureza tem de melhor e evitando a sobrecarga de nosso organismo com substâncias potencialmente nocivas.

8. Leia com mais frequência

O povo brasileiro está, infelizmente, entre as nações que menos leem no mundo. Esse hábito não é fortemente incentivado em nossa educação básica e, por isso, um número alarmante de pessoas chega à idade adulta sem jamais ter completado a leitura de uma obra.

Em meio a esse cenário, é fundamental abordamos os inúmeros benefícios da leitura. Entre eles, estão a melhora da capacidade de concentração, o estímulo de nosso cérebro, o desenvolvimento da memória e até mesmo o fortalecimento de habilidades psicossociais, como a inteligência emocional.

Viajar sem sair do lugar é outra das vantagens da leitura, que nos permite embarcar em inúmeras aventuras sem gastar nada. Assim, nossa mente se torna mais tranquila, o estresse é reduzido e nos sentimos muito mais felizes.

Criar o hábito de ler pode ser um pouco complicado. Por isso, escolha títulos simples e crie a rotina de ler sempre algumas páginas antes de dormir. Além de benéfico para o dia a dia, esse hábito pode ajudá-lo a combater a insônia e ter noites muito mais produtivas!

9. Economize o seu dinheiro

A saúde financeira está fortemente relacionada com o bem-estar mental de maioria das pessoas. Afinal, problemas com o dinheiro contribuem fortemente para o aumento exponencial das situações de estresse, prejudicando fortemente a qualidade de vida dos indivíduos que lidam com essa realidade.

Por isso, a palavra-chave é: controle. Independentemente do seu salário ou renda, é possível ter uma vida financeira saudável dentro de seus limites. Para isso, no entanto, é necessário ter um bom controle de suas finanças e sempre colocar tudo na ponta do lápis.

Crie a rotina de anotar os seus gastos diários, mesmo os menores e aparentemente irrisórios. Assim, você criará a consciência de onde está gastando o seu dinheiro. A partir dessa prática, é possível desenvolver métodos muito mais eficazes para economizar.

Guardar um dinheiro, além de ser vantajoso para as contas no fim do mês, permite a execução de planos antigos e a realização de sonhos. Quem sabe, com o planejamento adequado, você finalmente não possa realizar aquela viagem que tanto sonhou, mas nunca pôde fazer, não é mesmo?

10. Não pule refeições

A rotina caótica que vivemos contribui para que comumente pulemos nossas refeições. Isso, no entanto, é algo extremamente nocivo para a nossa saúde, tanto a curto quanto a longo prazo.

Pesquisas recentes conduzidas por pesquisadores da Universidade Estadual de São Paulo (UNESP), por exemplo, descobriram que pular o café da manhã é uma prática que pode fazer com que o risco de infarto aumente consideravelmente.

Além disso, pular refeições faz com que o nosso metabolismo fique muito mais lento, favorecendo o surgimento de problemas como o efeito sanfona ou o ganho excessivo de peso, que pode culminar em uma série de problemas de saúde.

Portanto, a melhor pedida é sempre se organizar para caprichar na alimentação. Congelar marmitas, por exemplo, é uma boa alternativa para os que não têm tempo de cozinhar durante a semana!

11. Aumente o seu consumo de água

Por fim, mas não menos importante, deixamos uma dica crucial para a vida saudável: beba muita água! A hidratação adequada é um fator fundamental para a qualidade de vida de qualquer ser vivo, até mesmo os de composição mais simples.

Nosso organismo é composto, em média, de 70% de água. Alguns órgãos, como o cérebro, têm uma porcentagem ainda maior desse mineral em sua estrutura. Por isso, precisamos de água para que nossas células funcionem adequadamente e realizem todas as funções necessárias.

Precisamos, em média, de 2 litros de água por dia. Esse valor, no entanto, é muito variável. Pessoas com maior peso ou metabolismos mais rápidos podem necessitar de uma quantidade maior e vice-versa.

A dica de ouro, no entanto, é não esperar ter sede para tomar água. Para evitar a desidratação, também é bacana sempre dar pequenos goles ao longo do dia, evitando ingerir grandes quantidades em um mesmo momento. Isso potencializa a absorção da água e deixa as nossas células bem mais hidratadas!

Nunca é tarde para iniciar o planejamento de como ter uma vida saudável e equilibrada. O caminho é buscar o equilíbrio e evitar situações estressantes e desgastantes. Quando o seu cérebro começar a perceber os benefícios da mudança de hábitos, ficará mais fácil seguir uma rotina que reflita em uma melhor qualidade de vida. Por isso, coloque nossas dicas em prática agora mesmo!

Gostou do nosso conteúdo? Então, assine a nossa newsletter e receba mais informações relevantes diretamente no seu e-mail! Para isso, basta preencher o campo corresponde com as suas informações e aguardar as mensagens de aviso de novas publicações.