Saiba como evitar que a pele seja agredida por radicais livres - Blog | Vinotage

Saiba como evitar que a pele seja agredida por radicais livres

6 minutos para ler

Diversos fatores influenciam no envelhecimento da pele, entre eles, os radicais livres. No entanto, alguns cuidados ajudam a minimizar a ação dessas substâncias. O uso de cremes antioxidantes, por exemplo, evitam a oxidação da estrutura celular. Eles são compostos por vitaminas, minerais e outros elementos importantes para a saúde da pele.

Continue a leitura e entenda como os radicais livres agridem a pele e como evitar que isso aconteça.

O que são radicais livres?

Radicais livres são moléculas ou átomos produzidos naturalmente pelo organismo, nos quais os elétrons não estão emparelhados. Isso significa que eles precisam se combinar com outras moléculas para retirar e equilibrar seu número de elétrons.

As moléculas que tiveram seus elétrons retirados se tornam novos radicais livres, o que cria uma reação em cadeia que pode resultar em diversos danos à saúde. Entre eles, estão o envelhecimento precoce da pele, o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e de câncer.

Por outro lado, os radicais livres têm funções fundamentais no organismo. Eles são responsáveis por atacar corpos estranhos, como bactérias e vírus, que podem prejudicar a saúde. Isso significa que o ideal é haver um equilíbrio entre a produção e a neutralização dessas substâncias, de forma que o corpo fique protegido sem ser afetado pelo estresse oxidativo.

De que forma os radicais livres agridem a pele?

O envelhecimento da pele é um processo natural. No entanto, ele pode ser acelerado pela produção excessiva de radicais livres — o que é chamado de estresse oxidativo. A forma como isso ocorre é simples: os papéis biológicos das proteínas, como o colágeno da pele, são alterados, gerando a degradação das suas fibras.

Sem a estrutura de sustentação, a pele começa a ficar flácida e com rugas. Os principais fatores que elevam a produção dos radicais livres são:

  • radiação solar;
  • poluição ambiental;
  • consumo de álcool e cigarro;
  • estresse;
  • agrotóxicos.

Como evitar a ação dos radicais livres?

Diversas atitudes podem ser tomadas para reduzir a ação dessas substâncias no organismo. Confira algumas formas de inibir o excesso de estresse oxidativo nas suas células.

Evite comer açúcar

As moléculas de açúcar são capazes de fazer ligações com as proteínas no organismo — um processo conhecido como glicação. Embora seja natural, isso provoca o efeito de perda de firmeza e elasticidade da pele, gerando flacidez e favorecendo o envelhecimento da derme.

Esse efeito também pode fazer com que apareçam marcas de expressão como as linhas de expressão. Para evitar o problema, o ideal é consumir menos açúcares e carboidratos, especialmente os refinados. Para isso, prefira opções mais naturais, como as frutas.

Tome sol apenas nos horários recomendados

As radiações ultravioleta UVA e UVB são poderosas e conseguem penetrar no núcleo das células, provocando inflamações e alterações no DNA. Essa influência dá origem aos radicais livres no organismo.

Para evitar esse processo, evite tomar sol entre 10 e 16 horas, além de usar sempre protetor solar. Quando usado corretamente, o produto evita que os raios ultravioleta entrem nas células, garantindo sua integridade.

Consuma alimentos que melhoram a pele

Uma alimentação balanceada e rica em frutas, verduras, leguminosas, hortaliças e cereais é a melhor proteção contra a ação dos radicais livres. Os antioxidantes presentes nesses alimentos neutralizam as substâncias e reduzem o risco de envelhecimento precoce e desenvolvimento de doenças.

Os principais antioxidantes dos alimentos são:

  • vitamina C: presente em vegetais verdes escuros (couve, brócolis etc.) e frutas cítricas (laranja, limão, acerola etc.);
  • vitamina E: presente em cereais, trigo, castanhas, nozes, amêndoas, vegetais folhosos, legumes e gema de ovo;
  • vitamina A: presente em brócolis, abóbora, fígado, batata-doce, cenoura e melão;
  • bioflavonóides: presentes em uvas tintas e frutas cítricas;
  • catequinas: presentes em frutas como uva e morango e no chá-verde.

Não fume

O cigarro favorece a multiplicação dos radicais livres, pois aumentam e aceleram o processo de oxidação celular. Isso gera inflamação e envelhecimento precoce das células, podendo causar doenças degenerativas ou autoimunes. É importante reforçar que não existem níveis seguros para o tabagismo quando o assunto é saúde, portanto, o ideal é parar de fumar.

Reduza o consumo de bebidas alcoólicas

Da mesma forma que o cigarro, as bebidas alcoólicas também aumentam o estresse oxidativo. No entanto, o consumo moderado pode trazer alguns benefícios para o organismo — como é o caso do vinho.

O resveratrol presente na bebida estimula o próprio corpo a produzir antioxidantes naturais, reforçando a defesa das células contra agressões externas. Quando presente em cosméticos, o ativo ajuda a evitar o envelhecimento e repara seus efeitos visíveis, como rugas, perda da densidade e firmeza.

Use produtos naturais

O uso de cosméticos naturais reduz o processo de produção de radicais livres no organismo sem causar reações alérgicas, devido ao baixo percentual ou, até mesmo, inexistência de substâncias sintéticas na composição. Com isso, esses produtos preservam suas propriedades benéficas e garantem o melhor resultado contra o envelhecimento celular.

Para que tenham o efeito desejado, é importante que os produtos tenham ativos antioxidantes. Por isso, cosméticos elaborados com substâncias presentes nas uvas são excelentes opções para os cuidados diários, como a Linha Vitis Vinotage.

Além do resveratrol, que já mencionamos anteriormente, o óleo de semente de uva é um bom componente. O ativo deve ser extraído por meio de um processo de prensagem a frio, que não utiliza solventes e gera pouca degradação dos compostos termossensíveis. 

Esse óleo é famoso por ter em sua composição uma alta concentração de ácidos graxos insaturados, como ômega 6 (linoleico) e ômega 9 (oléico), além de apresentar características antioxidantes graças à presença de compostos fenólicos e vitamina E.

Esses ativos favorecem a manutenção da integridade da pele, pois contêm propriedades hidratantes, além de evitarem a perda transepidérmica de água. Seus componentes antioxidantes protegem as membranas celulares desse ataque.

Manter uma rotina de hábitos saudáveis é fundamental para evitar o excesso de radicais livres no organismo. Além disso, o uso de cosméticos com formulações naturais que tratam a pele e apresentam ação antioxidante, garantem não apenas a melhora na parte estética, mas também mais saúde para sua pele e cabelo.

Quer tratar da sua pele com cosméticos naturais e de qualidade? Então, acesse nosso site e conheça nossas linhas de produtos!

 

 

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta